VICTOR HUGO

“Sem dúvida, a igreja de Notre-Dame de Paris é ainda hoje um majestoso e sublime edifício. Mas por mais bela que seja conservada enquanto envelhece, é difícil não suspirar, e não nos indignarmos perante as degradações, as mutilações sem nome que em simultâneo o tempo e os homens provocaram no venerável monumento, sem respeito por Carlos Magno que colocou a primeira pedra, por Filipe-Augusto que colocou a última”

Victor Hugo em 1831 no primeiro capítulo 1.º do seu romance “Notre-Dame de Paris”


TERESA PIZARRO BELEZA

“Eu também gosto que me ofereçam flores e etc.

Mas não confundo isso com desigualdade de género, embora conheça bem os pontos de cruzamento entre o simpático e amável cavalheirismo e a brutalidade da submissão incontestada à autoridade masculina.

Facebook 31-03-2019


GUILHERME FIGUEIREDO

“As pessoas com maior capacidade, têm maior capacidade de resistência, isto é, vão para o processo defender os seus direitos que podem demorar um mês, um ano, dois anos, três anos, e resistem. O cliente que tem pouca capacidade económica não resiste à demora do processo. As custas hoje em Portugal, são custas absolutamente gritantes, são muito caras.”

RTP 3 Tudo é Economia 02-04-2019


ANTÓNIO BARRETO

Honestidade e bondade não fazem parte da democracia. Podem fazer, mas não necessariamente. Eficiência e dedicação ao público também não. Podem, mas não necessariamente. Solidariedade e inteligência também não, tal como respeito pelos outros ou fraternidade. Todos estes atributos de humanidade podem ou não coexistir com a democracia.

Público 07-04-2019


VITAL MOREIRA

Estou inteiramente de acordo com a inclusão de uma questão sobre a identidade étnico-racial no próximo recenseamento geral da população, em 2021, como elemento de informação essencial ao conhecimento sociológico do País e ao desenho de políticas públicas de combate ao racismo e à discriminação ética.

Causa Nossa 08-04-2019


A foto mostra um disco de poeira e gás a limitar um buraco negro gigantesco, no centro da galáxia Messier 87, a 55 milhões de anos-luz da Terra. Mas o próprio buraco negro não pode ser visto, porque engole tudo, matéria e energia, e nem a luz lhe pode escapar.

10-04-2019 Expresso


BOB IGER, PRESIDENTE DA DISNEY

“As redes sociais permitem que o mal chegue a mentes perturbadas e almas perdidas e todos nós sabemos que as notícias podem ter mais ficção do que factos, propagando ideologias más e que não têm lugar numa sociedade que valoriza a vida humana” “São o ódio e a raiva que levam ao abismo”.

MAGG 12-04-2019


ANSELMO BORGES

Pela primeira vez na história da Humanidade, temos uma sociedade que se funda no tabu da morte, com todas as consequências. De facto, não se pense que a morte já não é problema. Pelo contrário, numa sociedade que se julga omnipotente e é poderosíssima nos meios, mas sem finalidades humanas, de tal modo a morte é problema, o único problema para o qual não tem solução que a solução é precisamente ignorá-lo, viver como se ele não existisse.

DN 20-04-2019


ADRIANO MOREIRA

O problema das migrações tem, entre as respostas condicionadas pelo frequente conflito entre os deveres humanitários e a segurança dos Estados, um aspeto de relevância crescente: a formação de comunidades imigrantes tende para criar uma articulação entre os que se instalam em diversos países, dentro de cada um deles caracterizados como minorias, mas articuladas no que já foi chamado “identidade transnacional”.

DN 21-04-2019


D. MANUEL LINDA

“Ninguém cria, por exemplo, uma comissão para estudar os efeitos do impacto de um meteorito na cidade do Porto” (A diocese do Porto não vai investigar possíveis casos passados de pedofilia.)

TSF 21-04-2019


ASSOCIAÇÃO AMBIENTALISTA ZERO

“Se não agirmos agora, a extinção pode ser o legado mais duradouro da humanidade”

“Estima-se que os seres humanos tenham impactado 83% da superfície terrestre, o que afetou os ecossistemas, bem como as áreas em que espécies específicas de animais selvagens existiam” (alguns números sobre a “atual onda de extinção”, como a redução de 40% do número de animais terrestres e das populações de animais marinhos ou o facto de 40% das 1,1 milhões de espécies de aves do mundo estarem em declínio)

Dia da Terra, 22 de Abril “Protejamos as Nossas Espécies”


ISMAEL SERAGELDIN

“A fome é um Holocausto silencioso que não gera debate”

Globo 22-04-2019


LUÍS ROSA

“A ideia de que os políticos tudo farão para se protegerem a si próprios através de leis especiais e cheias de exceções é devastadora para a própria ideia de democracia. Não só rompe claramente o contrato de confiança que existe entre representados e representantes, como mina uma ideia-base do Estado de Direito: a igualdade de todos os cidadãos perante a lei.”

22-04-2019 in Observador


ANTÓNIO CLUNY

“A questão [da (des)confiança na justiça e nos poderes públicos] é melindrosa – e nefasta – se alargarmos o leque de desconfianças crescentes que existem na nossa sociedade relativamente a um conjunto de instituições que organizam a nossa vida política, social, económica, familiar e, simplesmente, humana.

A confiança, ou a falta dela, é um instrumento político poderoso que, quando manipulado despudoradamente, pode alterar a estabilidade de uma dada sociedade e fazer inverter o rumo que ela, aparentemente, estava empenhada em seguir.”

Jornal i 23-04-2019